domingo, 3 de julho de 2016

O Oceano da Paz






                                      O Oceano da Paz

Para Combater o incêndio da ira precisamos utilizar a Água da Paz , da calma, da Presença, do Amor. Ver a nós mesmos banhados, imersos num Oceano de Paz que está dentro de nós e em toda parte.
  Foque na respiração consciente, na Paz do Eu, invoque Deus e saiba que você é uma partícula, uma gota que forma este Oceano. Como também é uma fagulha que faz parte do Fogo.
  Todos os elementos do Universo estão em nós. E vice-versa. Inspire devagar, expire, lenta e profundamente, pensando/visualizando: Paz, calma... Sinta isso no corpo, se puder/quiser feche os olhos para sentir mais profundamente dentro de si. Na realidade não é um fazer, é um se permitir, desapegar-se do estado inicial desarmônico, pois a Paz mora em ti.
  Solte, a cada respiração, diga a si mesmo: estou soltando, desapegue do que tá “pegando”...
  O incêndio se apagará. Use o poder do Fogo a seu favor e nunca contra ninguém e contra si, pois já tens consciência de que somos todos  Um.  A luta é não lutar. Quem quer “vencer” é a mente, o ego, quer ter a razão, o drama... O Eu não precisa disso porque ele já sabe que a percepção do ego é limitada...
  Respire e peça a Deus/ao Universo: confiança, proteção, fé. A resposta virá não como você espera, mas como for para o teu bem maior. Mas se não pedires como irás receber?
  Cultive a leveza, é só respirar e deixar fluir, abrir mão do controle, a flexibilidade do bambu. O teu “inimigo” é teu mestre daquilo que tu precisas trabalhar dentro de ti.  Será que você sabe perdoar e se perdoar? Enquanto não aprenderes as situações vão se repetir. O incêndio se apagará. “É preciso mais coragem para não  iniciar um conflito do que para se iniciar.” Mas isso não quer dizer que não precisamos ser firmes e fortes em determinados momentos. Mas aí é preciso flexibilidade e não  querer apagar fogo com mais fogo...
                                                       ©Sérgio Paffer, inspirado pelo Universo e pelo bambu. 02.07.16
                                                       Imagens: Reprodução.

                                     
 
 
 
 


sábado, 28 de maio de 2016

Florescer






Ela estava dentro dela e ao mesmo tempo fora do mundo, e o mundo outrora habitado
Apenas por seus sentimentos  mais caros, seus sonhos mais belos, agora era visto no espaço em que estava.
Flores a rodeavam, das mais lindas cores e dos mais belos perfumes.  A conexão com esses Seres foi imensa. O amor que sentia e o amparo fluíam por seu coração e dele
 Se Expandiam em todas as direções.    E, naquele momento, seus fardos diminuíram, seu sofrimento Deu-lhe uma trégua. Havia apenas aquele momento.  Aquele silêncio que dizia tudo.
E por honrar aquelas flores, sentiu-se por eles também honrada. Um amor incondicional.
Seres que têm uma existência tão fugaz, mas que alegremente nos trazem beleza, cura
 E amparo para todo aquele que tiver olhos para ver...



Descobriu que quando fechava os olhos ou olhava para as flores se sentia melhor ao trazer esta imagem dentro de si.
E que mesmo estando fisicamente distante daquele lindo jardim poderia a ele voltar por um ato de vontade, bastava pensar. E uma ligação maior descobriu
Com o reino das flores, das plantas, com a natureza.
E, se assim o quisesse, poderia respirar mais devagar. Lembrava a brisa suave
Do vento quando respirava assim e que ele também fazia parte dela.
Ela jamais seria a mesma. Havia feito uma conexão com a Terra e com a natureza.
Não estava mais só.   Tomou consciência de que é parte de um Todo.
Um Todo feito de muitas partes que a mente não consegue acessar, mas a alma e o
Coração sabem. As crianças sabem. Não se viu mais perdida, ela se vestiu de Flor.
E escolheu florescer.
                                                            © Sérgio Paffer

                                                          Imagens: Reprodução.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Potenciais humanos






Os homens e as mulheres têm um lado luminoso. E deste lado surgem qualidades que nos transformam e ao mundo: entre elas: a ternura, a compaixão, o amor, a consciência, a inteligência usada a favor da sociedade, o conhecimento para aplacar e diminuir os impactos sócio-ambientais da atividade humana no planeta, a luta pela justiça social, a causa animal e tantas outras de igual importância. E temos também um lado sombrio, um lado doente. Que cabe a nós reconhecermos e curá-lo. Nós não podemos mudar o mundo, mas podemos mudar a nós mesmos. E melhorando internamente, estaremos melhorando o mundo também, pois não estamos separados...Todos somos um.

                                            ©Sérgio Paffer.
                                          Imagens:  Reprodução.


segunda-feira, 16 de maio de 2016

Força Interior

   
               

Eu estou do teu lado. Que você tenha Força para reconhecer a Força que já mora dentro de você. Serenidade para aquietar sua mente e deixar que ela flua...Um abraço de luz para você. 
                                     ©Sérgio Paffer, por inspiração do Universo
                                              Imagens: Reprodução.

                                                         16.05.2016

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

A Vida





"A vida não é nossa. Nós é que somos da Vida."
       Sérgio Paffer.
Imagens: Reprodução.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

O Abraço.







                                                    O Abraço.

Sentir o calor e a batida do coração de um ser amado(a). Uma das mais belas sensações e emoções da vida. Certos momentos serão eternos na memória das nossas almas e nem mesmo as mágoas ou quaisquer desvios do caminho poderão apagar as pontes que o afeto construiu em nossas vidas.
                                                  Sérgio Paffer
.                                                 04.10.2015
                                                           
 Imagens: Reprodução.

 ©Todos os direitos reservados.

sábado, 30 de maio de 2015

Um momento






Há um momento de rara beleza
Quando um ser pode estar no chão, abatido, sofrido e perdido.
Neste instante abre-se uma porta, uma janela de oportunidade.
A oportunidade do encontro.
O encontro consigo mesmo, que de outra maneira não poderia ser possível.
Porque não há acasos, punições.
Há ajustes, causa e efeito.
Aprendizado eterno de eternos estudantes que um dia se tornarão professores
De si mesmos, no estudo do tema vida.
Além do teu abatimento, do teu desespero, há uma força que surge de dentro e que
Ao mesmo tempo se encontra em toda parte.
E o vento te fala, ele pode enxugar tuas lágrimas.
E uma árvore, uma planta, na sua natureza singela, nas suas cores e formas
Múltiplas te revelarão um pedaço do Universo e se conectares com essa beleza
Tão simples, tão presente poderás acessar tua luz interna.
Ela te fará brilhar, ela te dará forças, e descobrirás um amparo,
Uma fortaleza que pensavas que nem sequer podia existir.
Poderás pisar o chão, e quando o tocares poderás perceber que a Terra também te toca.
Ela te dá firmeza, ela te dá comida, alimento, embora compres tudo pronto nos supermercados, em ti também há terra, fogo, água e ar e os elementos que compõe os Universos conhecidos e desconhecidos.
Abraça essa árvore que tu és, extende tuas raízes no chão que pisas e saibas que o Céu
Também está em ti. Ele está no ar que respiras, no vento que toca teu cabelo, no brilho do teu olhar, nos teus sonhos e no teu sorriso. Tocai o vento, deixa ele te tocar.
E tal como folha se deixe levar nesse vôo.
                                                            
                                                       ©Sérgio Paffer

                                                         30.05.15
                                                       Imagem: reprodução.